RESPONSABILIDADE AMBIENTAL


A Flex do Brasil destina 100% dos resíduos gerados para reciclagem

Cerca de 22 toneladas mensais de materiais residuais da fabricante de colchões de mola são destinadas a 20 empresas diferentes, para reaproveitamento.

A quantidade de resíduos gerados em uma linha de produção industrial se torna um grande problema ambiental se o descarte for feito de maneira incorreta. Na melhor das hipóteses, seguirá para um dos já sobrecarregados aterros sanitários do país. Na pior, para córregos ou terrenos baldios. A Flex do Brasil tem como parte de sua Governança Corporativa o compromisso com a sustentabilidade e meio ambiente. Por isso, certifica-se de que 100% de sua produção residual sejam destinados para a reciclagem.

Este é um trabalho diário de separação, acondicionamento e transporte de espumas, tecidos, madeira, metais, plástico e papelão, resultando em aproximadamente 22 toneladas mensais destes materiais que são transferidos para 20 empresas que as reaproveitam. “Existe o envolvimento de todos os funcionários da fábrica em separar cada tipo de resíduo e colocá-los em pontos estratégicos. Uma companhia terceirizada, parceira, recolhe tudo e encaminha para reaproveitamento”, relata Wilson Fontanezi, diretor de Operações da Flex do Brasil.


“Existe o envolvimento de todos os funcionários da fábrica em separar cada tipo de resíduo e colocá-los em pontos estratégicos. Uma companhia terceirizada, parceira, recolhe tudo e encaminha para reaproveitamento”

WILSON FONTANEZI, DIRETOR DE OPERAÇÕES DA FLEX


O diretor de Operações destaca, ainda, que este processo é completamente sustentável também do ponto de vista econômico, uma vez que a Flex do Brasil é remunerada pela empresa parceira a partir do material recolhido. “A ideia sempre foi essa. O objetivo não é ter lucro com a operação, mas obter um equilíbrio econômico que se torna importante para manter a perenidade do trabalho e o compromisso com a sustentabilidade”, afirma.

A Flex é uma marca da empresa Flex do Brasil, que faz parte do Flex Bedding Group, com sede na Espanha e que opera em países como Chile, Portugal, EUA, Reino Unido e Cuba. As outras marcas de colchões da Flex do Brasil incluem Simmons e Epeda, com produção anual de 150 mil unidades e cerca de 200 funcionários.

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação, em Flex

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.